Portal de eventos do IFSULDEMINAS, 11ª Jornada Científica e Tecnológica e 8º Simpósio da Pós-Graduação do IFSULDEMINAS

Tamanho da fonte: 
DELEUZE E GUATTARI: Três textos filosóficos para fazer pensar a Educação Ambiental
Antônio Sérgio da Costa Sérgio da Costa

Última alteração: 2019-09-24

Resumo


A preocupação com a natureza percorre a trajetória do pensamento da humanidade. No século XX, por sua vez, as questões ambientais ganham conexão filosófica, com noções que refletem a essência humana e redimensionam o meio ambiente. Nesse contexto é que se destacam os pensadores franceses Félix Guattari (1930-1992) e Gilles Deleuze (1925-1995). Será feito aqui uma revisão de literatura a partir de três obras dos autores: Instintos e Instituições (1955), de Deleuze; Três Ecologias (1989) de Guattari, e O que é Filosofia? (1991) escrito por ambos. O objetivo é demonstrar a relevância do pensamento de tais filósofos nas indagações ambientais do nosso tempo baseado em textos que ampliam discussões sobre “subjetividade humana”, “inteligência coletiva”, “dimensão conceitual” e “práxis social”. Com base no referencial teórico é possível considerar que são várias e relevantes as “ressonâncias” refletidas por Guattari e Deleuze sobre o meio ambiente, tornando-os autores fundamentais para se pensar a Educação Ambiental.


Texto completo: PDF