Portal de eventos do IFSULDEMINAS, 11ª Jornada Científica e Tecnológica e 8º Simpósio da Pós-Graduação do IFSULDEMINAS

Tamanho da fonte: 
DOSES DE AZOSPIRILLUM BRASILENSE E NITROGÊNIO EM COBERTURA NA MORFOLOGIA DO SORGO EM MUZAMBINHO-MG
Luiz Gustavo Bernardes Reis, Lucas Aparecido Minóz, Ariana Vieira Silva, Júlia Letícia Martins Galdino, Amanda Carolina de Moraes, Marina Helena Costa, Higor José Hipólito Ribeiro, Marcelo Antonio de Morais

Última alteração: 2019-08-25

Resumo


Dentre as práticas para maximização de produtividade destaca-se a fixação biológica de nitrogênio utilizando a bactéria Azospirillum spp. Assim, este trabalho teve como objetivo verificar o efeito de doses de A. brasilense e nitrogênio em cobertura na morfologia de plantas de sorgo em Muzambinho-MG. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, em esquema fatorial 2x4, sendo a presença e ausência de A. brasilense (0 e 250 mL ha-1) e quatro doses de nitrogênio em cobertura (0, 50, 100 e 150 kg ha-1) com três repetições. Foram avaliados no pleno florescimento a altura de planta, o diâmetro do colmo, o comprimento da panícula e o índice de área foliar. Em Muzambinho-MG, na 2ª safra, é necessária a inoculação com A. brasilense na dose de 200 mL ha-1 da dose comercial do produto Masterfix Gramineas® ou dose de 100 kg ha-1 de N em cobertura para o incremento de IAF.

Texto completo: PDF